MJFanForum
Cadastre-se agora no fórum com verdadeiro amor ao Rei e Anjo Michael Jackson! Material exclusivo e atualizado diariamente! Já nos conhece? Então faça o login e aproveite!

ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela

Ir em baixo

ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela Empty ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela

Mensagem por izilda em Qui Fev 10, 2011 9:32 pm

ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela 3317119218i.jpg?x=380&y=253&q=85&sig=2uxMHAMuXW16G.c



(Rio de Janeiro, BR Press) - "Michael, Michael, eles não ligam pra
gente!", clama uma voz feminina logo no início do vídeoclipe They Don't
Care About Us, de Michael Jackson, gravado no morro carioca de Dona
Marta, há 15 anos. Eram tempos bem diferentes das Unidades de Polícia
Pacificadora, as festejadas UPPs. Será?

Lá se vão 15 anos desde a passagem meteórica do astro pop americano
para a famosa gravação no Brasil, realizada em fevereiro de 1996 (dia 10
em Salvador e 11 no Rio de Janeiro).

O grito de ajuda da moça surtiu algum efeito, já que mudanças
positivas ocorreram para o Pelourinho, e, principalmente, para o Dona
Marta, cenários escolhidos como pano de fundo por Michael e pelo
cineasta Spike Lee.

A participação do Olodum no Pelourinho fez o grupo baiano ganhar
visibilidade mundial, enquanto a favela carioca demorou, mas agora
definitivamente faz parte do roteiro turístico da cidade - inclusive com
um verdadeiro memorial póstumo dedicado a Jacko, como o Rei do Pop é
carinhosa e abreviadamente chamado pela imprensa internacional.


"Fora Michael Jackson!"
Os dias que antecederam a gravação foram muito movimentados nos
bastidores. Na época, a gravação recebeu duras críticas de Ronaldo Cezar
Coelho, Secretário Estadual de Indústria, Comércio e Turismo do RJ,
alegando a divulgação única e exclusivamente da pobreza carioca com o
clipe. A preocupação com essa espetacularização da miséria devia-se
também às aspirações do Rio de Janeiro de ser a cidade sede das
Olimpíadas de 2004 (que acabou realizada em Atenas, na Grécia).

Até mesmo Pelé, que em 1996 era o ministro extraordinário dos
Esportes, declarou-se contrário à gravação do clipe: "Falta ao cantor
dar mais exemplo em sua vida pessoal". Em entrevista ao Jornal do
Brasil, Pelé se mostrou contrariado com a escolha pela favela carioca:
"Por que eles só querem mostrar a nossa pobreza? Por que eles não
mostram nossas praias, a Amazônia e o Pão de Açúcar?", questionou.

No entanto, o prefeito César Maia defendia a gravação. As declarações
conflituosas dos políticos levaram Spike Lee a debochar do caso: o
cineasta americano afirmou que as pressões visando à proibição da
gravação faziam o país parecer "uma república de bananas". Michael, que
na época enfrentava acusações de pedofilia, chegou a declarar ter
desistido da viagem. Mas voltou atrás e fez história.


Luz, câmera, ação!
Naquele mês, a comunidade Santa Marta (localizada no morro Dona
Marta, em Botafogo, zona sul carioca) atravessava um surto de
conjuntivite. A maioria dos cerca de quatro mil moradores não possuía
saneamento básico em seus barracos, com esgoto correndo a céu aberto.
Não bastasse isso, ainda convivia com a violência dos conflitos entre
polícia e tráfico de drogas.

A filmagem foi autorizada pelo líder do tráfico de drogas no morro, e
um dos chefes do Comando Vermelho, Márcio Amaro de Oliveira, o
"Marcinho VP" - que despertou o interesse do jornalista Caco Barcelos,
que escreveu a sua biografia Abusado - O Dono do Morro Dona Marta. VP
foi morto, na prisão, em 2003, aos 33 anos. Reza a lenda que negociação
entre VP e a produção foi realizada diretamente com Spike Lee. Hoje, o
pessoal do morro desconversa sobre isso.

A presença da imprensa foi proibida e a polícia também não permaneceu
no interior da favela, ficando a segurança de Michael por conta dos
próprios moradores. Das 180 pessoas destacadas para proteger o cantor,
40 eram de Santa Marta, e teriam recebido entre R$20 e R$50 (o salário
mínimo na época era R$100). Segundo os jornais da época, o tráfico teria
dado "apoio logístico". O Jornal do Brasil deu a seguinte manchete:
"Traficante coproduziu clipe".

Michael foi simpático e interagiu com os populares entre vielas, e
especialmente da laje onde se passa a maior parte do vídeo. Mesmo
debaixo de seu guarda-sol, não se furtou a distribuir apertos de mão,
fotos e abraços. Sorridente, deixou a melhor das imagens para o povo do
septuagenário morro Dona Marta. Dona Senira, 50 anos de idade, estava no
dia da gravação, e se impressionou com o fascínio que o cantor exercia
nas crianças: "Ele tinha alguma coisa que mexia com as crianças. Foi um
corre-corre danado atrás dele", conta.

Making-of
A gravação foi um divisor de águas para a visibilidade da favela,
conta o comerciante Luiz Paulo, de 42 anos. No dia da visita, Luiz e um
grupo de amigos filmaram passo a passo os bastidores de They Don't Care
About Us. As raras imagens são vendidas até hoje, em DVD, por R$ 10. Com
making-of e cenas exclusivas da chegada de helicóptero do cantor, o
comerciante vai capitalizando: "Sempre tem turista comprando", comemora.

A estudante Karina nasceu em Santa Marta 15 anos atrás, na mesma
época da visita do cantor. Sincera, diz timidamente que não é fã, mas
gosta de "algumas músicas dele". Conta ainda que "o respeito ao Michael
Jackson é geral", embora, de fato, o funk prevaleça como trilha sonora
local, competindo principalmente com o gênero gospel.


Espaço Michael Jackson
A rápida passagem de Michael no Dona Marta deu a visibilidade que
faltava ao morro. Além de ser palco frequentemente para eventos
esportivos e diversos projetos sociais, o local vem sendo usado
atualmente como locação de filmes, séries e novelas. Hoje, a laje que se
transformou no Espaço Michael Jackson é parada obrigatória para quem
visita o Dona Marta - destoando um pouco do resto da paisagem. Foi
inaugurado no dia 26 de junho de 2010 -, um dia depois do primeiro
aniversário de falecimento do artista.

Fixada na mesma laje em que gravou o clipe, há uma estátua esculpida
pelo cartunista carioca Ique, além de um grande painel de mosaico feito
pelo artista plástico pernambucano Romero Britto. A estátua, feita em
bronze, é a principal atração do local. Ique define sua obra de 180
quilos e 1,80m (mesma altura de Michael) como uma "cariscultura".


Muitas mudanças
Quem viu Santa Marta apenas no clipe They Don't Care About Us
provavelmente ficará surpreso ao ver as mudanças positivas ocorridas nos
últimos 15 anos. Há fluxo diário de turistas, que agora circulam
livremente, sem se preocupar com as balas perdidas de outrora. Inclui-se
aqui a nova categoria de "turistas na própria cidade" que, com a
implantação da UPP, redescontem o Rio de Janeiro sem medo. O local é
tranquilo, com moradores atenciosos aos visitantes: não é difícil
encontrar receptividade e boas histórias.

A história de Santa Marta mudou de vez no dia 19 de dezembro de 2008,
com a ocupação da primeira Unidade de Polícia Pacificadora. A UPP do
estado do Rio de Janeiro deu ao morro dias visivelmente mais tranquilos.
123 policiais agora cuidam da segurança de cerca de dez mil moradores
ao longo da área de 54.692 metros quadrados.


De Madonna a Obama
O morro, que tantas vezes foi manchete de páginas policiais por ter sido
palco de violentos crimes e guerras pelo controle do tráfico, mostrou
seu lado pop após a visita de Jacko. Outras celebridades já visitaram
Santa Marta, como as cantoras Madonna e Alicia Keys - que também gravou
um trecho do clipe Put It in a Love Song. O morador Edivaldo comenta
esperançoso: "Obama deve vir aqui também".

Depois da implementação da UPP, ocorreu uma grande valorização
imobiliária tanto nas localidades próximas, quanto no próprio morro. Há
residências custando até R$80 mil segundo Andréia Miranda, Presidente da
Associação de Comerciantes de Santa Marta. Especula-se que o valor de
um barraco pode variar de R$ 20 mil até R$ 150 mil.

Elevador e internet
Um fator para valorização foi a implantação de um plano inclinado sobre
trilhos, semelhante a um elevador. Com 340 metros de extensão,
transporta até 20 pessoas. O Dona Marta foi o morro pioneiro em internet
gratuita. Em março de 2009, a prefeitura começou a liberar sinal wi-fi
para toda sua extensão através de 16 antenas.

O projeto de instalação custou cerca de R$ 490 mil e foi feito com
equipamentos remanescentes dos Jogos Pan-Americanos no Rio. Mas existem
queixas de que o serviço não funciona corretamente: "A internet wi-fi é
uma bomba, não funciona direito", reclama o comerciante Luiz Paulo. A
reportagem testou e comprovou: realmente não funciona. Comenta ainda que
várias antenas foram danificadas pelos próprios moradores, que teriam
confundido as antenas com câmeras de vigilância.

http://br.noticias.yahoo.com/s/10022011/11/entretenimento-especial-jacko-legado-pop-na.html


Melhorias e ressalvas
As constantes mudanças que as favelas pacificadas apresentaram geram
maior visibilidade positiva. Porém, há ressalvas e até resistência. É o
caso de Itamar Silva, morador e ex-presidente da Associação de Moradores
de Santa Marta. Em mesa redonda sobre a UPP, realizada em 16 de
setembro de 2010 na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj),
Itamar afirmou: "Só se fala do Dona Marta por conta da polícia", e ainda
"A UPP não foi pensada em sua totalidade. Acaba com o armamento pesado,
e não com as drogas".

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) também crítica a forma com
que as ações são conduzidas: "A favela melhora para quem é de fora da
favela. Há uma remoção branca, discreta, pela implementação de
serviços", afirma. O morador Itamar também critica de certa forma a
entrada de serviços, que gera taxas que nem todos moradores têm
condições de pagar. Legalização do comércio local e prestadoras de
serviços de iluminação, TV a cabo e água entraram de vez na comunidade,
para combater as ligações clandestinas e levar, principalmente,
saneamento básico. Mas ainda é possível ver esgoto correndo a céu aberto
no interior de Santa Marta.


Música e cultura

Atividades culturais, como festivais de hip hop e bailes funks agora são
proibidos após a meia-noite, e, segundo Itamar, isso gerou conflitos
com violência policial. "O pessoal do hip hop enfrenta preconceito",
afirma. Marcelo Freixo diz que "UPP não é projeto para a favela, e sim
para a cidade. O verdadeiro projeto é a integração total do morro na
cidade, e não de polícia". Ele completa, com uma reflexão sobre a
imprensa: "Não há debate na grande mídia, nem reflexão crítica. Só a
exaltação do projeto de cidade controlada", desabafa.

Manoel Isidoro, pernambucano criado na Paraíba e morador de Santa Marta
há 55 anos, também vê com desconfiança o poder público agindo tão
diretamente na região. Vive em um barraco de madeira, que contrasta com
as casas coloridas da parte mais valorizada da favela, como na
construída pelo senador e bispo Marcelo Crivella (PRB-RJ), ou a casa
roxa e amarela reformada pelo programa do Luciano Huck.

A realidade se revela com várias facetas, e, mesmo no barraco de
madeira, Manoel conta que já recebeu visita de turistas interessados na
"verdade da comunidade". Nos último trimestre de 2010, passaram pela
comunidade cerca de 2.500 turistas por mês, o que permite sonhar com
investimentos externos e melhorias para todos os moradores.

A produção do clipe de They Don't Care About Us mesclou imagens das
gravações em Salvador e Rio. Se na Bahia o destaque foi para o toque de
brasilidade musical dos tambores do Olodum, no Rio foi o visual forte da
paisagem local. Foi gravada ainda uma outra versão do clipe, em um
presídio americano. Porém, o clipe mais divulgado ao redor do mundo foi o
conflitante choque de realidades urbanas do Brasil.

(Gulherme Schneider/Especial para BR Press)


http://br.noticias.yahoo.com/s/10022011/11/entretenimento-especial-jacko-legado-pop-na.html

http://mjfanforum.forumeiros.com/t740-especial-jackson-legado-pop-na-favela#7416








_________________
ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela Hot218
É tudo por amor.
izilda
izilda
Invincible
Invincible

Feminino Mensagens : 2226
Idade : 60
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela Empty Re: ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela

Mensagem por FLAZINHA em Qui Fev 10, 2011 9:51 pm

Michael deu o primeiro passo ,mostrou ao mundo a realidade do morro,e chamou a atenção para os menos favorecidos.

O q mais encanta nesse video é ver o maior artista de todos os tempos ,ali no meio do povo fazendo sua arte de uma maneira sublime,em cima da laje,rodeado de pessoas simples o q deu ao video um resultado espetacular.

FLAZINHA
Vision
Vision

Mensagens : 13439

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela Empty Re: ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela

Mensagem por Gìíh Jackson em Sab Fev 12, 2011 2:24 pm

Michael arrasou nesse clipe, e em minha visão é mto mais do que parece.....
Uma cosia que achei ridicula e meskinha foram os comentarios contra principalmente do pelé...... Dizaneod que MJ Deveria dar mais exemplso em sua vida Social..... Pqp Mais do que ele já dava..... Mj é exemplo em pessoa..... agora tem que ver se o miolo fraco de alguns conseguiu captar isso ou as fofokas a seu respeito ai depende.....
Pq MJ Deveria mostrar só a belezas da cidade..... pq a pobreza não merece audiencia???? Não deve ser mostrada...... Não é so a riqueza da cidade e o conforto que ela oferece que importa...... enqanto isso.... há familias num morro lutando pra sobreviver.... pessoas humldes e batalhadoras..... pq elas nao merecem se focadas???
Me poupem.... MJ ao contrario de mtos sempre deu importancia ao que relamenet deveria ser importante!!


'' ELES REALMENTE NÃO LIGAM PRA GENTE!!
Gìíh Jackson
Gìíh Jackson
Off The Wall
Off The Wall

Feminino Mensagens : 658
Idade : 23
Localização : SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela Empty Re: ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela

Mensagem por Roggi em Sab Fev 12, 2011 5:33 pm

Obrigada Izilda por postar.

Eu achei de uma hipocrezia sem tamanho, toda essa baixaria dos políticos que foram contra o clip de Michael.

E quem é esse Pelé pra falar de Michael?
Ele pode até ter sido um grande jogador ( pra quem gosta de futebol, até porque existiu muitos outros grandes jogadores em sua época ), mas isso não lhe dá o direito de julgar a vida de quem ele nem conhecia, pois na sua vida particular o telhado dele é de vidro.

Eu li o livro do Caco Barcelos, "ABUSADO" muito bom, mostra a nossa realidade nua e crua.
E eu tenho muita vontade de ir ao Dona Marta só pra prestar homenagem a Michael, sua estatua é muito linda.
Roggi
Roggi
The Wiz
The Wiz

Feminino Mensagens : 334
Idade : 55
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela Empty Re: ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela

Mensagem por Caroline Jackson em Sab Fev 12, 2011 6:30 pm

Gìíh Jackson escreveu:Michael arrasou nesse clipe, e em minha visão é mto mais do que parece.....
Uma cosia que achei ridicula e meskinha foram os comentarios contra principalmente do pelé...... Dizaneod que MJ Deveria dar mais exemplso em sua vida Social..... Pqp Mais do que ele já dava..... Mj é exemplo em pessoa..... agora tem que ver se o miolo fraco de alguns conseguiu captar isso ou as fofokas a seu respeito ai depende.....
Pq MJ Deveria mostrar só a belezas da cidade..... pq a pobreza não merece audiencia???? Não deve ser mostrada...... Não é so a riqueza da cidade e o conforto que ela oferece que importa...... enqanto isso.... há familias num morro lutando pra sobreviver.... pessoas humldes e batalhadoras..... pq elas nao merecem se focadas???
Me poupem.... MJ ao contrario de mtos sempre deu importancia ao que relamenet deveria ser importante!!


'' ELES REALMENTE NÃO LIGAM PRA GENTE!!

ASSINO:
Caroline Jackson
hehe

_________________
ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela 29atzky

Michael Jackson Te Amo
Caroline Jackson
Caroline Jackson
Off The Wall
Off The Wall

Feminino Mensagens : 622
Idade : 24
Localização : Coração do MICHAEL

Ver perfil do usuário http://carolmichaeljackson@gmail.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela Empty Re: ESPECIAL - Jackson: legado pop na favela

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum